Novo mundo rural: A antiga questão agrária e os caminhos futuros da agropecuária no Brasil (Portuguese Edition) por Xico Graziano

March 18, 2019

Novo mundo rural: A antiga questão agrária e os caminhos futuros da agropecuária no Brasil (Portuguese Edition) por Xico Graziano

Titulo del libro: Novo mundo rural: A antiga questão agrária e os caminhos futuros da agropecuária no Brasil (Portuguese Edition)

Autor: Xico Graziano

Fecha de lanzamiento: November 16, 2017

Editor: Editora Unesp DIGITAL

Descargue o lea el libro de Novo mundo rural: A antiga questão agrária e os caminhos futuros da agropecuária no Brasil (Portuguese Edition) de Xico Graziano en formato PDF y EPUB. Aquí puedes descargar cualquier libro en formato PDF o Epub gratis. Use el botón disponible en esta página para descargar o leer libros en línea.

Xico Graziano con Novo mundo rural: A antiga questão agrária e os caminhos futuros da agropecuária no Brasil (Portuguese Edition)

Xico Graziano e Zander Navarro defendem nesta coletânea de artigos, publicados originalmente em jornais e revistas, que a antiga oposição entre a pequena e a grande produção rural foi reduzida de modo expressivo no Brasil, embora reconheçam a persistência, em especial no semiárido nordestino, da agricultura de subsistência. Para eles, um "novo mundo rural" emergiu de um processo histórico de modernização capitalista que remonta ao século XIX, consolidou-se nas últimas duas décadas e integrou o país definitivamente à economia globalizada, alçando-o à condição de potência agrícola. Há, porém, segundo os autores, uma "dissintonia" entre essa realidade e a visão do país sobre o campo: "Certas análises sobre o desenvolvimento agrário, especialmente aquelas elaboradas por uma parcela dos pesquisadores universitários, resistem à contemporaneidade. Motivadas por um duradouro ranço ideológico, permanecem ancoradas no passado, insistindo em temas e argumentos sem nenhuma aderência à realidade observada no mundo rural".
Para os autores, assim, a "questão agrária" já foi superada no Brasil. Hoje, afirmam, seria mais importante iniciar um processo efetivo de desenvolvimento rural para tornar os "com terra" economicamente viáveis, do que continuar discutindo a reforma agrária, cujo protagonista, o Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST), "perdeu o rumo da História e não representa quase ninguém".
O livro analisa o processo de modernização do campo, vinculando-o a suas origens mais pálidas, a antiga Lei de Terras (1850) e a abolição dos escravos (1888), e também às mais robustas, representadas pela instituição do sistema nacional de crédito rural (décadas de 1960 e 1970), a criação da Embrapa (1973) e a estabilidade econômica conquistada nos anos 1990.